Notícias

Após 1 ano em obras, apenas 30% da ciclovia da EPTG está pronta

A inauguração estava prevista para janeiro deste ano. A nova data foi marcada para setembro

Foto: Tony Wiston/AGÊNCIA BRASÍLIA

A obra da ciclovia da EPTG começou em 17 de maio de 2017, há 1 ano e dois meses. Mas apenas 7 dos 25 quilômetros previstos foram concluídos até hoje. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) culpou o período de chuvas e a liberação da licença ambiental pelo atraso.

Apenas os trechos entre Taguatinga e a residência oficial do governador foram asfaltados. Já a terraplanagem está um pouco mais adiantada e alcança o Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

Uirá Lourenço, membro da ONG Brasília para Pessoas, disse que a demora é muito maior: “A ciclovia estava prevista desde o projeto original da linha verde e não saiu do papel. Na verdade, são oito anos de demora”.

O GDF não sabe quantos ciclistas devem utilizar a ciclovia, mas a Rodas da Paz fez um levantamento. Contou 500 ciclistas passando pela EPTG num único dia.

Trajeto descontínuo
A ciclovia ligará Taguatinga até a Octogonal. Como falta de espaço, o percurso será descontínuo. Em alguns momentos, o ciclista terá de subir na passarela atravessar até o outro lado para continuar o percurso. A previsão é que ela custe 8,2 milhões de reais.

A opinião do Guidom
Guilherme Portanova comenta investimentos na EPTG. Para ver, basta clicar na foto.